Conheça 15 plantas que purificam a casa

  1.  Alfazema

    Foto de Uki_71 em Pixabay.      A alfazema é uma planta que perfuma e ajuda a promover a harmonia de um lar.

    A alfazema, conhecida no mundo da ciência por Lavandula Angustifolia, é um pequeno arbusto, perene, que faz parte da família das Lamiaceae. O seu porte pequeno (30 a 80 centímetros de altura) não faz justiça à grandiosidade do perfume, relaxante e tranquilo, bem como ao tom azul violeta que as suas folhas nos oferecem. Também é conhecida por lavanda, o seu aroma e propriedades, em particular medicinais, há muito que são exploradas pela indústria farmacêutica, cosmética, perfumes e higiene, entre outras. Já os romanos e gregos usavam esta planta nos banhos, na preparação de óleos e massagens.
    Em casa, a alfazema além de perfumar o ambiente, promove a tranquilidade, a harmonia e ainda controla situações stress.


  2. Salvia

    Foto de Michaela Wenzler em Pixabay.      A salvia é usada desde a antiguidade para neutralizar as más energias.

    A Salvia Officinalis é uma pequena planta perene subarbustiva, com caules lenhosos, folhas acinzentadas, com flor que pode ser azul, rosa, branca ou violeta, depende da espécie. Esta faz parte da família das mentas Lamiaceae e também é conhecida por salva ou erva-santa.
    A salva é usada desde a antiguidade para neutralizar as más energias. Já os Índios Norte-Americanos queimavam salva branca para limpar o ambiente – a queima de salva liberta iões negativos no ar, tal como os que são libertados na sequência das trovoadas. Também hoje a salva é utilizada para afastar as influências negativas, limpar as energias indesejadas e reequilibrar a harmonia da casa.
    As fortes propriedades da salva são reconhecidas também na cozinha e sobretudo na medicina onde é usada para ajudar a tratar alzheimer e a retardar o envelhecimento (leia mais sobre esta planta em artigo sobre ervas aromáticas).
    Plante salva nos jardins à volta da casa ou tenha um vaso desta planta na sua varanda.


  3. Manjericão

    Foto de Tookapic em Pixabay.      Queimar a essência de manjericão neutraliza as energias negativas e os mal-entendidos dentro de uma casa.

    As folhas semelhantes a corações oferecem um perfume fresco, forte e ardente. A queima da sua essência neutraliza a negatividade e os mal-entendidos dentro da casa, não é por acaso que é visto há muito como um símbolo do amor e da fertilidade. Muitos especialistas sublinham mesmo que a essência desta planta ajuda a abrir o meridiano do coração, facilitando o movimento de energia entre o coração e as mãos. O manjericão é também associado à honestidade, clarividência, estimulando a mente a render-se à felicidade.


  4. Alecrim

    Foto de Hans Braxmeier em Pixabay.      É considerada a planta da alegria, pois purifica o ambiente das energias indesejadas, combate a tristeza, a depressão e o desânimo.

    O cheiro singular, refrescante e energético que é emanado da folhas esguias e de cor verde-cinza do ‘Rosmarinus Officinalis’ fazem as delícias do Homem desde os tempos imemoriais. É considerada a planta da alegria, pois purifica o ambiente das energias negativas, combate a tristeza, a depressão e o desânimo. É vista como uma planta protetora que reforça também a memória, a autoestima e é reconhecida como um símbolo da felicidade. As propriedades do alecrim fazem com que esta seja uma planta mágica para o corpo, a alma e o espírito. Além de ser um excelente condimento de vários pratos de culinária, as folhas secas e frescas são utilizadas em chás e tinturas, enquanto as flores são o néctar para a elaboração de óleos essenciais (leia mais sobre esta planta neste site em artigo sobre plantas aromáticas).


  5. Arruda

    Foto Esfera Dourada.      A arruda é uma planta que protege a casa, por exemplo, do ‘mau olhado’.

    É considerada uma planta poderosa para eliminar as más energias e transformá-las em energias positivas. Mas se absorver energias nocivas em grandes quantidades e de uma forma muito intensa, rapidamente seca e morre.
    A arruda também é vista como uma forte protetora dos sentimentos de inveja ou das energias de má sorte, ou como diz a sabedoria popular o “mau-olhado”. Além da planta natural, também pode ser usada a essência ou incenso de arruda para purificar os ambientes.


  6. Beaucarnea Recurvata

    Foto de Esfera Dourada.      Beaucarnea é um tipo de planta indicada para colocar nos cantos de uma sala.

    Também conhecida como Pata de Elefante pelo seu tronco forte e imponente na base inferior, local onde acumula água. Esta é uma planta oriunda da América Latina, mas que adapta-se facilmente a outros climas e dentro de casa vive bem com luz solar indireta. O seu aspeto assemelha-se ao de uma palmeira e as suas folhas densas, tipo uma farta cabeleira, emprestam ao ambiente um clima tropical. Além da beleza, Beaucarnea é um tipo de planta indicada para colocar nos cantos de uma sala, pois o seu suporte vibratório atrai e transforma as energias negativas que aí se acumulam.


  7. Espada-de-São-Jorge

    Foto Esfera Dourada.     Conhecida como língua-de-sogra protege contra as más energias.

    Também conhecida como língua-de-sogra (nome cientifico é Sansevieria trifasciata) faz da proteção contra más vibrações o seu cartão de visita. Uma reputação que assenta com base na lenda que diz que São Jorge, um santo cristão que matou um dragão com a sua espada ao enfrentar as forças do mal. É a semelhança das suas folhas pontiagudas, tipo lanças, que lhe confere o poder de purificar e proteger dos sentimentos de angústia, depressão, inveja e outro tipo de energias nocivas.
    Mas atenção que apesar de ser uma planta forte, bonita e perfumada, as suas folhas são tóxicas, por isso deve haver especial cuidado com crianças e animais domésticos. É recomendado que a Espada-de-São-Jorge seja colocada fora da casa, normalmente junto da porta de entrada, uma vez que a forma das suas folhas podem sugerir um clima de batalha. Por isso há quem opte por colocar dentro de casa, mas nas zonas não comuns, tipo lavandaria ou casa de banho.


  8. Lírio da Paz

    Foto de Mfiol, por Maria, em Pixabay.     O lírio converte as energias nocivas, como as ondas emitidas pelos eletromagnéticos elétricos e eletrónicos, em energias limpas, purificando o ar.

    Da família da Araceae, a Spathiphyllum wallisii (nome científico) simboliza a pureza celestial, a inocência, a paixão, o erotismo e constitui uma grande aliada da harmonia do lar. Esta planta transmuta as energias nocivas, pois absorve as ondas eletromagnéticas emanadas pelos aparelhos elétricos e eletrónicos, purificando o ar onde se encontra. Como se não bastasse ainda nos oferece uma magnifica flor que abrilhanta a nossa decoração. O Lírio da Paz dá flor todo o ano, em particular na Primavera e no Verão. Esta sobrevive facilmente a meia luz, em temperatura amena, sem grande manutenção e multiplica-se facilmente. Contudo, é fundamental lembrar que as suas folhas são venenosas, logo é necessário muita precaução com crianças e animais domésticos.


  9. Bryophyllum

    Foto de Irina_kukuts em Pixabay.     Bryophyllum é especialista em absorver e tratar as energias nocivas do ambiente onde está inserida.


    Da família Crassulaceae, é uma espécie originária da África-do-Sul, Madagascar e Ásia, mas hoje encontra-se disponível em qualquer parte do mundo. Existem cerca de 30 espécies diferentes de Bryophyllum. Normalmente as sua folhas têm um formato semelhante a pequenas e estreitas barcaças esverdeadas em que as extremidades são forradas por muitos propágulos. Estes ao amadurecerem caem no chão e espalham-se com facilidade. Esta é uma planta que absorve e trata as energias nocivas do ambiente onde está inserida ou limpa esse tipo de energia sempre que esta lhe é transferida.


  10. Ficus

    Foto de Esfera Dourada.     Ficus é conhecida pela capacidade de purificação de energia nociva e pela forte capacidade de absorção acústica.

    Nativa da Ásia e da família da Moraceae, a Ficus é uma excelente planta de interior que através das suas verdes folhas dá um toque selvagem ao ambiente. Existem inúmeras variedades, desde a versão bonsai com uma linha elegante ou o Ficus com forma de colher, com folhas onduladas que se parecem com ondas de uma brisa quente tropical.
    Esta é venerada como uma árvore sagrada, símbolo da fertilidade e da abundância que oferece um ambiente de harmonia e conforto. 
    Esta planta, especialmente a ficus benjamins, é conhecida pela capacidade de purificação de energia nociva e apresenta ainda uma forte capacidade de absorção acústica. A copa da ficus é capaz de reduzir o som até cinco decibéis, conseguindo atenuar o grande impacto sonoro em zonas de grandes superfícies e casas. Se colocar um grupo de plantas ficus num canto da sala verá que consegue facilmente obter o silêncio e paz que procura para o seu descanso.
    Outra das grandes vantagens desta espécie é a sua resistência, tolera bem as altas temperaturas, pouca luz e necessita de pouca humidade.


  11. Dieffenbachia

    Foto de Dference em Pixabay.       Comigo-ninguém-pode é uma planta tóxica, deve por isso ficar fora do alcance de crianças e animais domésticos. 

    Também conhecida como Comigo-ninguém-pode, a Dieffenbachia amoena (nome científico) pertence à família da Araceae e é Originária da Costa Rica e Colômbia, mas hoje pode ser encontrada um pouco por todo o mundo. Pode atingir os 50 centímetros e as suas folhas são grandes, brilhantes e com manchas brancas ou amarelas, embora possa ser encontrada com outros padrões. comigo-ninguém-pode dá flor no Verão, mas atenção porque toda a planta é tóxica, em particular a segregação que produz através das folhas (uma espécie de gotas). A sua toxidade só é real se for ingerida. Este tipo de planta deve por isso ser colocada em zonas inacessíveis a crianças ou animais.
    Mas apesar de ser uma planta venenosa, esta é muito boa para absorver e transformar más energias, sobretudo de pessoas mal intencionadas.
    A comigo-ninguém-pode é uma planta de fácil cultivo, exige média de luminosidade e não requere muita água (deixe a terra secar levemente antes de regar).


  12. Dracaena

    Foto de Esfera Dourada.        A dracaena é muito utilizada em ambientes hostis graças à sua grande resistência.

    Existem muitas espécies desta planta rústica da família das asparagácea que é oriunda do continente africano, embora hoje seja comum encontrá-la em qualquer região do globo. A Dracaena pode atingir os 15 metros de altura e 30 centímetros de largura. As suas folhas estreitas e pontiagudas são robustas, o que torna esta planta muito resistente. É muito utilizada em decoração de interiores, pois adapta-se bem a baixas temperaturas (em particular em locais com ar condicionado), com pouca luz e rega inconstante. Até os jardineiros com pouca habilidade conseguem mantê-las viçosas.  

    As características da dracaena permitem absorver e transformar com facilidade as más energias e limpar o espaço onde estão inseridas. Um estudo da NASA revela que esta planta contribui para eliminar por exemplo produtos como formaldeído, xileno e tolueno.


  13. kalanchoe

    Foto de JacLou DL em Pixabay.        Esta suculenta é ideal para absorver as más energias de aparelhos elétricos e eletrónicos.

    É um planta suculenta que produz uma floração abundante, com as pequenas flores agrupadas em buquês, que conforme a sua espécie assim nos oferece uma cor diferente. A época de floração é entre o final do Outono e Primavera. A kalanchoe  é oriunda de África e de Madagascar, podendo alcançar os 30 centímetros de altura.

    Para obter novas plantas a partir de um vaso de kalanchoe, é só usar os brotos que surgem nas bordas das folhas adultas.

    É uma planta generosa que apenas pede cuidado e atenção para se mostrar alegre e radiosa. Além, disso a kalanchoe é uma ótima estabilizadora de ambientes, pois apesar de sua reduzida dimensão absorve facilmente as más energias, em particular as radiações de aparelhos elétricos e eletrónicos, transformando em energias limpas. Também é muito comum na linguagem vibratória aproveitar as capacidades da kalanchoe para transmutar energias nocivas que afetam os Seres Humanos.


  14. Avenca

    Foto de Esfera Dourada.       A avenca tem propriedades terapêuticas como anti-inflamatória, depurativa, expetorante, vermífuga, antifúngica e antibacteriana.

    É também conhecida como Avenca-das-fontes, Cabelo-de-Vénus, Capilária, Capilária-de-Montpellier ou Lágrima-de-sangue, mas o seu nome científico é Adiantum. É um feto que é possível encontrar em  quase todas as regiões do planeta e desde os tempos mais remotos que é usada como planta ornamental e também na medicina popular para alívio de vários stresses. Possui diversas propriedades terapêuticas tais como anti-inflamatória, depurativa, expetorante, vermífuga, antifúngica e antibacteriana. Em termos energéticos, a avenca atrai as más energias e diz o povo que espanta o mau olhado.
    É uma herbácea, de ciclo perene, que pode alcançar até 50 centímetros de altura. Prefere locais húmidos e gosta de luz indireta.


  15. Jibóia

    Foto de Pixabay.      A jibóia é uma trepadeira que se reproduz muito facilmente sem necessitar de luz solar directa.

    É uma trepadeira da família da Araceae, nome cientifico é Epipremnum pinnatum, oriunda da polinésia francesa que é hoje possível encontrá-la nos cinco continentes. As suas folhas verdes às manchas amarelas reproduzem-se facilmente desde que haja espaço, luz indireta (não precisa de muita luz) e humidade quanto baste. No entanto, é necessário muito cuidado com crianças e animais de domésticos porque é uma planta tóxica. Em termos energéticos, a jibóia um verdadeiro guardião do lar, pois ajuda a eliminar as más energias que contaminam a casa.

Sinta mais sobre energias nocivas em:

Dicas para limpar o ar e as energias do lar

Love
rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide