A ENERGIA DAS PIRÂMIDES E O HOMEM

30.00

As pirâmides erguem-se em diversas regiões do globo (Egito, México, China…). Uma renovação da construção piramidal inicia-se no mundo moderno. O que simboliza esta forma?

No caso das pirâmides egípcias, as hipóteses são múltiplas (monumento funerário, templo solar…). Num desenvolvimento de interpretações, existe contudo uma certeza: as dimensões e as diferentes relações geométricas que caracterizam as pirâmides, não foram escolhidas ao acaso. Elas são homólogas, de estruturas cósmicas e humanas, específicas e eficientes. As pirâmides egípcias recebiam e emitiam vibrações que permitiam ao ser vivo ser um retransmissor essencial entre o Céu e a Terra.

Encontrando nas suas descobertas científicas os dados das antigas tradições, Etienne Guillé, traz soluções originais. Ele desenvolveu uma linguagem vibratória baseada nas configurações das moléculas de ADN presentes nos milhões de células. Utilizando esta nova linguagem, ele mostra que o tecido vibratório – base da arquitectura energética de cada ser vivo – é mantido e animado pela pirâmide do Espírito, a dupla pirâmide da Alma e a pirâmide do Corpo.

Esta descoberta das pirâmides vibratórias do ser vivo permite encontrar em cada indivíduo a beleza e a grandeza do Egipto: o sentimento do Eterno e do Imutável, e a ideia de que o homem está a construir, visto que o processo vital é uma sucessão de portas a ultrapassar. Devemos encontrar as percepções esquecidas, mais subtis, pelas quais nós podemos receber a energia do cosmos e transformar-mo-nos.

“Um livro surpreendente, apaixonante.” NOUVELLES CLÉS
“Um livro que marcará sem dúvida a história do pensamento contemporâneo…” AUTRE MONDE

Étienne Guillé, ligado a fisiologia-bioquimica, doutor de ciências, autor de “A alquimia da vida” e de “O homem entre o Céu e a Terra”, é professor-pesquisador na Université Paris-Sud.

127 em stock

REF: LV0001 Categoria:

Descrição

  • Páginas: 412
  • Editor: Esfera Dourada – Espaço Alquimia (2012)
  • Língua: Português
  • ISBN-10: 9899767611
  • ISBN-13: 978-9899767614

 

As pirâmides erguem-se em diversas regiões do globo (Egito, México, China…). Uma renovação da construção piramidal inicia-se no mundo moderno. O que simboliza esta forma?

No caso das pirâmides egípcias, as hipóteses são múltiplas (monumento funerário, templo solar…). Num desenvolvimento de interpretações, existe contudo uma certeza: as dimensões e as diferentes relações geométricas que caracterizam as pirâmides, não foram escolhidas ao acaso. Elas são homólogas, de estruturas cósmicas e humanas, específicas e eficientes. As pirâmides egípcias recebiam e emitiam vibrações que permitiam ao ser vivo ser um retransmissor essencial entre o Céu e a Terra.

Encontrando nas suas descobertas científicas os dados das antigas tradições, Etienne Guillé, traz soluções originais. Ele desenvolveu uma linguagem vibratória baseada nas configurações das moléculas de ADN presentes nos milhões de células. Utilizando esta nova linguagem, ele mostra que o tecido vibratório – base da arquitectura energética de cada ser vivo – é mantido e animado pela pirâmide do Espírito, a dupla pirâmide da Alma e a pirâmide do Corpo.

Esta descoberta das pirâmides vibratórias do ser vivo permite encontrar em cada indivíduo a beleza e a grandeza do Egipto: o sentimento do Eterno e do Imutável, e a ideia de que o homem está a construir, visto que o processo vital é uma sucessão de portas a ultrapassar. Devemos encontrar as percepções esquecidas, mais subtis, pelas quais nós podemos receber a energia do cosmos e transformar-mo-nos.

“Um livro surpreendente, apaixonante.” NOUVELLES CLÉS
“Um livro que marcará sem dúvida a história do pensamento contemporâneo…” AUTRE MONDE

Étienne Guillé, ligado a fisiologia-bioquimica, doutor de ciências, autor de “A alquimia da vida” e de “O homem entre o Céu e a Terra”, é professor-pesquisador na Université Paris-Sud.

Informação adicional

Peso 679 g
Dimensões

23 x 15 x 2,5 cm

rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide