Qual a infusão mais adequada ao seu momento?

Foto de Alice Pasqual em Unsplash.     O consumo de uma infusão depende do estado em que cada pessoa se encontra e do que sente naquele momento. 

Uma simples dor de cabeça, insónia, dificuldade em concluir a digestão ou uma dor de garganta são situações do dia-a-dia que poderão ser facilmente ultrapassadas através da infusão de folhas, flores, sementes ou raízes de uma planta que temos em casa. Tomemos como exemplo a Cidreira, a Tília, Lúcia lima, a flor de Alfazema ou de Laranjeira, as sementes de Funcho, a folha de Hortelã, Coentro, Salsa, a raiz de Gengibre, entre muitas outras.

A planta, seca ou fresca, selecionada para a infusão deve ser colocada num pouco de água fria durante alguns minutos. Esta simples operação permitirá hidratar as folhas secas, flor ou raiz, pois assim ativa a clorofila e retira maior proveito da energia vibratória que esta tem para nos oferecer. Só depois é que deve ser adicionada a água previamente aquecida, ou seja fazer a Infusão. A temperatura da água, para retirar todo o potencial da planta ou erva, não deve ultrapassar os 90ºC e o tempo adequado para a infusão depende de planta para planta, mas em média, o intervalo varia entre cinco e dez minutos, podendo em alguns casos chegar aos 15 minutos. 

Veja agora alguns exemplos de plantas ou ervas que consideramos mais adequadas para o ajudar a ultrapassar desequilíbrios, sabendo que todos nós somos diferentes. O consumo de uma infusão depende assim do estado em que cada um se encontra e, sobretudo, se sente que a deve consumir naquele momento. Leia também em outro texto neste site sobre os benefícios e contra-indicações potenciais de plantas e ervas para reforçar a sua consciência antes de decidir consumir.

Cabelo Oleoso: Urtiga, Chá Verde e Canela.

Calmante: Camomila, Valeriana, Cidreira, Alfazema, Flor de Laranjeira, Tília, Erva-príncipe, Lúcia-lima e Jasmim.

Caspa: Sálvia e Manjericão.

Circulação: Cardo Mariano.

Colesterol: Maracujá, Dente de Leão, Alcachofra e Linhaça.

Cólicas Intestinais e Flatulência: Camomila, Funcho, Alecrim, Hortelã-pimenta, Cidreira, Erva-Doce e Gengibre.

Depressão e ansiedade: Alfazema, Cidreira, Ginkgo Biloba, Erva-príncipe, Valeriana e flor de Laranjeira.

Desintoxicante: Alcachofra, Erva-Príncipe, Bolbo, Curcuma, Gengibre, Camomila, Rosmaninho e Carqueja.

Dores de cabeça: Tília, Camomila, Cidreira, Rosmaninho e Lúcia Lima.

Dores de estômago: Salvia, Macela, Gengibre, Alecrim, Alface e Artemísia.

Dores de garganta: Própolis, Gengibre, Tomilho, Cidreira, Perpétuas Roxas e Casca de Cebola Roxa.

Dores menstruais: Gengibre, Salsa, Erva-doce, Louro e folhas de Framboesa.

Dores Musculares: Gengibre, Curcuma, Salsa, Alfazema

Energético: Giseng, Coentros, Alecrim, Hortelã, Guaraná e Gengibre.

Fadiga: Alecrim, Carqueja, Ginseng, Pau d’arco, Gengibre

Fígado: Borututu, Alcachofra, Dente de Leão e Espinheiro Branco.

Gripes e Constipações: Equinácia, Própolis e Gengibre. Mas para ajudar este tipo de eliminações nada como uma tisana de tomilho, equinácia, gengibre, limão, anis, flor de sabugueiro e casca de cebola.

Hipertensão: Espinheiro Branco, Folhas de Oliveira, Tília e Ginkgo Biloba.

Imunidade: Curcuma, Equinácea e Gengibre.

Infeção Urinária: Dente de Leão, Salsa, Pés de Cereja, Barbas de Milho e Cavalinha.

Insónias: Valeriana, Camomila Cidreira, Tília e Passiflora.

Má digestão: Príncipe, Salvia, Macela, Lúcia-lima, Salsa, Coentros, Cidreira, Erva-doce, Funcho, Urtiga e Amora.

Memória: Ginkgo Biloba.

Menopausa: Sálvia, Folha de Amora, Ginkgo Biloba, Pinheiro-silvestre, Ginseng e Trevo Vermelho.

Pedra nos Rins: Quebra Pedras, Boldo, Barbas de Milho, Pés de Cereja e Uva Ursi.

Piolhos: Urtiga, Marroio, Gengibre e Alecrim.

Redução de peso: Abacaxi, Gengibre, Hibisco, Chá Branco, Chá Verde, Erva Mate e Salsa.

Tosse e Sinusite: Tomilho, Própolis, Alecrim, Eucalipto e Gengibre.

Este texto é uma tomada de consciência. De acordo com a estação do ano e o momento em que se encontra, cabe a cada um sentir se deve consumir este alimento. A dosagem e frequência depende da natureza e da condição física de cada Ser Humano.

Sinta mais sobre Infusões em:

Chás verde, branco ou preto bloqueiam sistema hormonal

Chá, Infusão ou Tisana, faz toda a diferença

Qual o segredo para preparar uma infusão

Love
rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide