Caroço do abacate não é lixo

Foto de Charles Deluvio em Unsplash     Sabia que o caroço do abacate é um antibiótico natural?

Ao consumir um abacate, tradicionalmente, o caroço acaba no lixo. Saiba que a semente do abacate é um antibiótico natural. Este caroço ajuda em diversas crises:

  • sistema imunitário,
  • gripes,
  • constipações,
  • estômago,
  • diarreias,
  • úlceras gástricas,
  • doenças bacterianas virais,
  • apetite sexual, entre outras…

“As populações indígenas costumam usar esta semente para tratar dores musculares, crises de rins e de fígado, catarata, furúnculos, epilepsia e alterações de tiróide, entre outras doenças”, revela a química e cientista Conceição Trucom, no site docelimao.com.br.

Também o chá de caroço de abacate ajuda a eliminar o excesso de gordura corporal.

Como usar o caroço de abacate

O caroço fresco ou após seco ao ar livre, depois apanhar o primeiro sol da manhã, pode ser consumido em diversas refeições. Rale o caroço para fazer sopas, saladas, sumos, batidos ou chás, pois o seu sabor amargo passa despercebido se não for em grande quantidade.

Chá de folhas de abacateiro

É eficaz no tratamento de diarreia, dores musculares, frieiras (chá de folhas de laranjeira que contém vitamina k também elimina as frieiras), dores de cabeça, cansaço, bronquite, dores de garganta, tosse, gases e cálculos renais, diabetes e fígado. As folhas não são para ser ingeridas, mas podem ser usadas para fazer chá. Só é preciso ferver um litro de água com dez folhas de abacateiro, deixar repousar alguns minutos, coar e servir.

Foto: Esfera Dourada     O abacateiro é uma árvore que pode atingir 20 metros de altura.

 

Este texto é uma tomada de consciência. De acordo com a estação do ano e o momento em que se encontra, cabe a cada um sentir se deve consumir este alimento. A dosagem e a frequência depende da natureza e da condição física de cada Ser Humano.

Sinta mais sobre o abacate em:

Consumo de abacate  ajuda a equilibrar o corpo humano

Abacate é o novo ‘Ouro Verde’

13 efeitos do abacate no nosso organismo

Love
rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide